Versão Beta
Close

Conheça Tyrande, uma das personagens mais importantes de Warcraft

Saiba mais sobre a Tyrande, uma das personagens mais importantes da história de Warcraft e que está presente também em Hearthstone e no Heroes of The Storm.

A Alta Sacerdotisa Tyrande Murmuréolo, que foi escolhida pela deusa Eluna para servir a deusa e seus ensinamentos, também já foi general dos sentinelas da noite durante um período de guerras. Com mais de 10 mil anos de idade, ela esteve envolvida em muitos conflitos e agora busca vingança após Sylvana ter queimado a árvore de Teldrassil, destruindo a cidade de Darnassus e que acarretou nas mortes de muitos inocentes que moravam no local.

Ela está muito presente na história de Warcraft, sempre aliada dos deuses da natureza, e também ajudando a Aliança em algumas ocasiões. Então vai ser impossível falar sobre todos os feitos dela na história neste artigo, sendo assim busquei alguns de seus feitos mais únicos e interessantes feitos pela personagem ao longo da grande história de Warcraft.

Tyrande cresceu na cidade de Surumar junto com seu atual marido Malfurion, e o irmão de Malfurion que é um dos grandes protagonistas de diversos acontecimentos na história recente de WoW, Illidan. Ela admirava o templo de Eluna quando criança e costumava ir lá para encontrar paz e serenidade. Eventualmente ainda jovem se juntou a irmandade de Eluna como uma Sacerdotisa novata.

Guerra dos Anciões

Antes do início da guerra, Tyrande ajudou Broxigar a escapar do cativeiro que ele se encontrava em Suramar. Durante a guerra, ainda em Suramar, Tyrande e outras sacerdotisas do templo de Eluna ajudaram a curar os feridos da cidade. Quando a rebelião liderada por Kur'talos Ravencrest chegou a Suramar, as sacerdotisas e muitos cidadãos se juntaram a revolução e assim a cidade ficou abandonada.

Mais tarde na guerra, antes da Alta Sacerdotisa Dejahna morrer, ela nomeia Tyrande, na época uma aprendiz, para suceder a mesma como líder do templo de Eluna. Mesmo não confiando tanto na sua capacidade, Tyrande decide aceitar confiando na sua antiga mestra e na sabedoria de Eluna que fez a antiga Alta Sacerdotisa a escolher.

Tyrande e Ash'alah
Tyrande e Ash'alah. Arte por Nightblue-Art.

Após escapar de uma prisão no palácio da rainha Azshara, Tyrande sente a energia do portal do castelo crescer. Sabendo que era obra da Legião Ardente, Malfurion cria um plano para deter essa chegada de reforços, mesmo que isso custasse a destruição da Fonte da Eternidade. Enquanto Malfurion lutava na frente, Tyrande conseguiu se infiltrar no palácio com uma pequena equipe de sentinelas. Mesmo com a traição de Illidan, Tyrande e seu grupo conseguiram enfrentar os guardas da rainha, porém infelizmente durante a batalha, a mais nova alta sacerdotisa sofreu feridas muito graves.

Isso fez com que Malfurion (que assim como seu irmão era apaixonado por Tyrande desde sua infância) entrasse em estado de fúria completa. Com todo seu poder ele enfrentou a rainha Azshara pessoalmente e com os eventos da batalha catastrófica a fonte entrou em colapso.

Tyrande conseguiu sobreviver ao fim do confronto assim como Malfurion e o deus Cenarius.Todos juraram não destruir a nova fonte. Malfurion e Tyrande pensavam que o vício de Illidan por magia seria uma ameaça eterna para o mundo.

A invasão de Ashenvale e a Batalha Pelo Monte Hyjal

Quando o clan liderado por Grommash Grito Infernal chegou a Kalindor, a alta sacerdotisa já havia ordenado que algumas sentinelas vigiarem os possíveis inimigos. Ela cogitava que possivelmente eles só estivessem fugindo da praga e não procurando uma guerra, mas apenas depois ela viu que os orcs invadiram a floresta e a corromperam. As sentinelas são permitidas a entrar em combate e atacam os invasores, e após os acontecimentos do confronto um grupo de sentinelas retorna e avisa Tyrande que Cenarius tinha sido morto pelos orcs de pele verde.

Tyrande já pressentia que alguma presença mais maléfica estava escondida nas sombras, e de repente hordas enormes de mortos vivos começaram a invadir o local. Rapidamente tanto os orcs quanto os humanos foram facilmente superados em números, e Tyrande ordenou que suas forças se retirassem. Arquimonde se revela como o líder das tropas de mortos e rapidamente ataca Tyrande, quase matando a sacerdotisa. Porém ela consegue usar os poderes de Eluna para de ocultar nas sombras e usando seus poderes ela se movimentou até o acampamento da Folha Sombria para avisar as sentinelas e no caminho foi resgatando sobreviventes que encontrava.

Após chegar ao acampamento Tyrande sabia que deveria acordar os druidas novamente e assim ela o fez, deixando Shandris (a líder das sentinelas da Folha Sombria) para cuidar da floresta.

Tyrande Wallpaper - Papel de Parede
Tyrande Wallpaper - Papel de Parede

Tyrande propõe a Malfurion a ideia de soltar Illidan para ajudá-los nessa batalha contra Arquimonde, já que o objetivo no inimigo parecia ser sugar o poder da árvore da vida e se tornar um deus, Illidan seria um aliado perfeito na batalha. Além de não concordar, Malfurion proibiu Tyrande de libertá-lo. Só que ela não respeita nem um pouco as "ordens" de Malfurion e junto com suas sentinelas invade a prisão. Inicialmente ela pede aos guardiões de Illidan que o soltem, porém algumas dessas guardiãs recusam e são derrotadas pelas tropas de Tyrande. Depois de pessoalmente derrotar Maiev Shadowsong, a guardiã maior de Illidan, Tyrande chega a sua cela e solta o seu velho amigo, que aceita ajudá-la pelo seu amor, Illidan acaba indo a floresta de fel para enfrentar os demônios e durante esse confronto acaba se transformando num demônio também.

Tyrande é abordada por Medivh, que diz que Arquimonde é um lord eredar com um poder muito maior que o dela, de Malfurion e de seus outros aliados e que a única chance que eles tinham de vencer essa batalha eram aliando forças. Sabendo que tinha poucas opções Tyrande decide aceitar a proposta do último guardião de tirisfal e juntos eles bolam um plano para proteger o monte Hyjal. Arquimonde e suas forças consegue avançar pela base de proteção de Jaina e também pelas forças de Thrall, mesmo que Tyrande, Malfurion e o sentinelas tenham tentado ajudar a conter a invasão.

Se sentindo confiante demais Arquimonde, cego pela sede por poder seguiu para atacar a árvore do mundo, onde os ancestrais guardiões aguardavam preparados para uma armadilha final. Ao comando de Malfurion os guardiões conseguiram derrotar Arquimonde e no processo a árvore foi danificada. Mas mesmo assim por conseguir uma vitória contra um oponente tão improvável foi um desfecho positivo para Tyrande, que depois dessa grande guerra ficou em Hyjal para ajudar a reconstruir o local.

Durante os Eventos de Legion

Tyrande vai ao funeral de Varian e ao retornar descobre que Xavius havia corrompido Ysera e capturado seu marido. Preenchida pela raiva, Tyrande segue pela floresta em busca no lorde dos pesadelos e no caminho encontra uma das antigas arquidruidas de Val’sharah, que morre diante dos seus olhos. Antes de morrer ela guia Tyrande ao encontro de Xavius, e ao se encontrarem depois de tanto tempo, Xavius da um ultimato a Tyrande, ela podia continuar tentando enfrentá-lo para resgatar Malfurion ou retornar para o templo de Eluna, que seria atacado por Ysera. O Aspecto do Sonho foi corrompido por Xavius, e os heróis, e Tyrande, escolhem defender Eluna, indo até o templo. Infelizmente eles tiveram de matar Ysera, num dos momentos mais marcantes da história recente de Warcraft.

Mais tarde, ela lidera as sentinelas até Suramar, onde se alia com forças locais chefiadas por Liadrin e o grande mestre Rommath. Durante os diversos confrontos que ocorrem nas redondezas Tyrande lidera a forças Kal’dorei até culminar no cerco em volta do palácio deo Baluarte da Noite, e inclusive esteve presente quando Illidan mata Gul’dan. Após a batalha, Tyrande tem uma longa conversa com Illidan que a diz que seu atual destino é usar os poderes que ganhou para salvar o mundo. Illidan pede a Tyrande que cuide de Malfurion e parte para enfrentar a Legião, sendo um dos líderes da ofensiva na Tumba de Sargeras. Durante o final de Legion, Tyrande e Malfurion encontram com o novo rei da aliança, Anduin, para debater sobre o progresso da restauração de Azeroth após os sucessivos ataques da Legião Ardente, mas o movimento final de Sargeras, que quase destruiu Azeroth com a sua espada, liberou Azerita por toda a Azeroth. E isso mudou os rumos e objetivos de ambas as facções, que usaram a azerita para ter mais poder.

Em Battle for Azeroth

Após Sylvana Correventos quase matar Malfúrion, a rainha Banshee decide queimar a árvore de Teldrassil, destruindo a capital Darnassus e capital dos Elfos Noturnos. Tyrande decide se reunir com Anduin em busca de vingança contra Sylvana e contra a Horda, mas o rei recusa ajudar ela. Com isso, ela decide partir por conta própria e executa um ritual perigosíssimo para se transformar em uma Guerreira da Noite. O ritual quase matou a sacerdotisa, mas deu a ela mais poder para continuar o seu processo de vingança, liderando as forças da Aliança para retomar a Costa Negra.

Mas depois do cerco a Daza'alor, as forças navais de ambas as facções ficaram enfraquecidas e isso abriu uma brecha para as invasões dos Nagas, que serão mais frequentes em breve com o lançamento do patch 8.2 de World of Warcraft. Ambas as facções irão até Nazjatar e Mechagon atrás de novos aliados e tentar dar cabo da Rainha Azshara, uma das principais vilões de Azeroth.

Terror of Darkshore - Malfurion e Tyrande - Guerreira da Noite
Terror of Darkshore - Malfurion e Tyrande - Guerreira da Noite

Tyrande em Hearthstone

Em Hearthstone, Tyrande é um herói alternativo da classe Sacerdote, que ficou disponível para aquisição por algumas semanas para os assinantes da Twitch Prime. Na época o serviço de assinaturas não estava disponível, e apenas posteriormente que o serviço estreou aqui no Brasil. Os desenvolvedores estudam uma maneira de disponibilizar ela novamente este ano, mas por hora teremos de esperar por novas informações.

Hearthstone-Tyrande-Murmuréolo - KeyArt
Hearthstone-Tyrande-Murmuréolo - KeyArt

A heroína em Heroes of The Storm

Tyrande também está em Heroes of The Storm, como suporte/cura. Ela pode usar a Luz de Eluna para curar um aliado, Sentinela para revelar inimigos que estejam em seu caminho (além de causar dano) e aLabareda Lunar atordoa os inimigos em um raio de ação, também causando dano.

Suas habilidades heróicas são Espreitadora Sombria (que concede furtividade e cura aos aliados e Chuva Estelar causa dano e desacelera os inimigos em 20%.

[Referências: WowPedia e WoW Wiki. Arte de topo do artigo por itzaspace.Colaborou no post: Rodrigo Flausino]

Redator e Jogador do Formato Livre, alguns me conhecem como Cientista Louco. Jogo desdo beta e sempre buscando testar novos decks e novos combos para o Modo Livre. Email: gabriel.dias@cardnamanga.com.br