Card na Manga

Close

Entrevista: Christie Golden (Meet & Greet na Taverna Medieval)

Christie fala um pouco sobre sua carreira e conta algumas curiosidades na Taverna Medieval.

No dia 8 de Dezembro foi realizado o evento de pré lançamento da nova expansão de Hearthstone, Despontar dos Dragões. Ele ocorreu na Taverna Medieval (São Paulo) e reuniu grandes membros da comunidade. Uma das presenças marcantes da Taverna foi a autora do universo expandido de Warcraft, Christie Golden. Ela respondeu algumas perguntas e contou um pouco sobre sua carreira como escritora. 

Daniel Kawano, gerente de relações públicas da Blizzard Brasil, ficou à frente de Christie para fazer as perguntas.

Entrevista
Entrevista

Em algum momento você pensou no sucesso que teria escrevendo livros?

Certamente eu sonhava com isso, mas nunca acreditei. Comecei a escrever livros quando era criança, e dava algumas cópias aos meus professores. Então sim, é algo que eu sempre fiz e sempre tive interesse pois era uma leitora voraz.

Quando crianças sonhamos em nos tornar um Astronauta, Policial, Bombeiro, Médico, Super Herói… Você teve algum desses sonhos ou sempre quis ser escritora?

O desejo nunca deixou de existir. Eu sempre tive interesse e continuei trabalhando nisso. Mas o outro sonho que eu tive quando estava passando pelo ensino médio, foi de me tornar atriz de teatro. Porque eu amo musicais e amo cantar.

De todos os livros que escreveu, qual é o seu favorito?

Isso é como escolher meu filho favorito. A resposta que eu sempre dou para essa pergunta, soa como se eu estivesse me esquivando mas não é isso. Independente do que eu esteja trabalhando, esse é o meu favorito. Não tem coisas que eu olho para trás e desejo ter feito diferente. É novo, é bonito, é excitante! 

Em outras entrevistas você disse que entra na mente do personagem, como é esse processo? 

Os personagens são super importantes. Porque todo mundo sabe como eles se parecem, como soam, como se movem e você precisa acertar. Então eu vou ao material de origem, jogo World of Warcraft e continuo jogando... Assisto as cinemáticas e ouço suas vozes. E é aí que o teatro vem a calhar. Eu meio que faço do ponto de vista do personagem em toda cena, é quase como atuar.

Qual é o seu personagem principal em World of Warcraft?

Quando eu estou fazendo minha pesquisa, eu crio personagens de todas as raças e classes. Mas o meu char principal é uma Bruxa, e eu a coloquei em uns livros. Como uma participação especial.

Christie também trabalhou em Hearthstone, escrevendo algumas músicas para as Cinemáticas, a lore de Hearthstone é bem menor que a de World of Warcraft, você teve alguma dificuldade para escrever as músicas sabendo disso? 

Eu amo Hearthstone. Eu acho que é delicioso e eu curto muito o fato de ser mais claro que World of Warcraft. É re-jogável, é simples. Já escrevi outras canções antes desta e algumas delas fiz sozinha. Mas com 3 pessoas trabalhando juntas, e eu digo literalmente juntas, na mesma sala discutindo várias ideias, tudo flui bem. O time é muito bom, temos muitas pessoas criativas lá e é sempre um desafio divertido.

Como é o seu dia a dia trabalhando na Blizzard, você se envolve com outras equipes de desenvolvimento? 

Meu departamento trabalha com todas as outras equipes de desenvolvimento. Em alguns casos, trabalhamos bem próximos, e muitas vezes com projetos especiais que surgem. Então um dia típico de trabalho seria encontrar algumas equipes de desenvolvimento com os meus escritores... Voltar com histórias e ideias para a minha mesa e criar novas cinemáticas. Andar pela vila do café, com meus colegas, e sim, tem sempre algo a ser feito, nunca é o mesmo dia.

Considerando sua carreira, você tem algum conselho para quem deseja se tornar um escritor e alcançar tamanho sucesso?

Se você quer se tornar um escritor de fantasia ou ficção científica, tente fazer isso todos os dias. Se você não conseguir escrever todo dia, escolha um dia para escrever, sempre no mesmo lugar, se conseguir. Um truque é acender uma vela ou um incenso que tenha uma essência, porque a sensação de cheiro é ligada a uma parte do cérebro que está ligado a sua memória. Então depois de um tempo você constrói uma rotina, e quando você começar a sentar para escrever, conseguirá fazer isto muito mais rápido porque seu cérebro estará dizendo "Oh, é hora de escrever!". É um bom modo de começar a praticar.

Após as perguntas do Daniel, tivemos uma sessão de autógrafos. E graças a essa oportunidade, fizemos uma última pergunta. 

O que você pensa sobre a comunidade 'game dev' feminina?

Eu amo nossa comunidade, eu realmente amo. Em minha conta no Twitter, temos conversas sempre muito positivas e respeitosas. Todas são maravilhosas. Eu amo estar na Blizzard e eu acho que eles são incríveis com a diversidade e o modo de fazer as pessoas se sentirem incluídas nesse ramo. 

Women's Summit 2019
Women's Summit 2019

Estudante de Jogos Digitais, amante de Hearthtone e sua comunidade desde Julho de 2015, quando não está lutando pra subir na ladder, busca ampliar seus conhecimentos na área de desenvolvimento de jogos.