Card na Manga

Close

Retrospectiva: Os Anos Temáticos de Hearthstone

Veja uma retrospectiva dos Anos de Hearthstone!

Hearthstone foi lançado em 2014, após um longo período de beta, que coincidiu com uma das participações da Blizzard na Brasil Game Show, e onde era possível testar o jogo e conseguir acesso ao beta na época. Após o lançamento o jogo começou a ganhar muitos conteúdos com frequência: o sistema de ranqueamento, os personagens dourados e versos de cards, melhorias de qualidade de vida e o início dos Encontros Fireside.

Também tivemos as expansões, começando com a Maldição de Naxxramas (baseada na famosa raide do World of Warcraft) e depois tivemos a Goblins vs Gnomes.

Apenas em 2016 que começamos a ter os "anos temáticos", quando o jogo ganhou o Formato Padrão, onde eram permitidos apenas as expansões mais recentes, para que jogadores que estivessem chegando agora pudessem jogar e não precisar de tantos cards para montar os seus decks.

Confira abaixo uma retrospectiva do jogo, incluindo as expansões e as principais novidades. Algumas informações foram baseadas na timeline disponível nesta página (em inglês).

Antes do Formato Padrão

O início de Hearthstone veio com as expansões de Naxxramas, Goblins vs Gnomes, Montanha Rocha Negra e os lançamentos das versões de smartphones iOS e Android. Também tivemos a estréia das Tavernas semanais (que antes não funcionavam a semana inteira), junto com os heróis alternativos, como Medivh, Alleria e o Magni.

Também foram lançadas as expansões e aventuras "O Grande Torneio" e a Liga dos Exploradores.

Alguns dos cards marcantes dos primeiros anos

Imperador Thaurissan

Freguês Carrancudo

Ardilante

Imperador Thaurissan
Imperador Thaurissan
Freguês Carrancudo
Freguês Carrancudo
Ardilante
Ardilante

Mal'Ganis

Repugnaz

Necrolorde

Mal'Ganis
Mal'Ganis
Repugnaz
Repugnaz
Necrolorde
Necrolorde

Ano do Kraken - 2016

O primeiro ano temático de Hearthstone veio com o lançamento do Modo Padrão, que só permitia os cards do ano anterior e do atual. Junto com o Padrão também tivemos o Modo Livre, que permitia todas as expansões e conjuntos do Hearthstone.

Nos primeiros meses foi lançada a expansão Sussurros dos Deuses Antigos e o famoso card do C'thun. O deus antigo vinha de graça para todos os jogadores, e com isso tivemos o surgimento dos decks que funcionam em volta do card, bufando ele e deixando-o cada vez mais forte e com mais habilidades extras.

Alguns dos cards que usam a Sinergia com o C'Thun

C'Thun Card PTBR
C'Thun
Ancião do Crepúsculo
Ancião do Crepúsculo
Aliciante do Mal
Aliciante do Mal
Arakkoa Sombrio
Arakkoa Sombrio
Geomante do Crepúsculo
Geomante do Crepúsculo
Carrega-escudo Anciã
Carrega-escudo Anciã

Depois tivemos "Uma Noite em Karazhan" (que tinha cards de portais), um patch que removeu 45 cards de Arena, a Tyrande como personagem alternativa de SACERDOTE (na época disponível apenas para os assinantes da Twitch Prime, que não estava disponível aqui no Brasil e só chegou posteriormente) e a expansão Gangues de Geringontzan. Geringontzan veio com uma novidade inédita até então: cards multi-classe, que poderiam ser usados em 3 classes diferentes.

Certos lacaios neutros só estão disponíveis para os membros da gangue deles. Por exemplo: o Informante da Rua Azedume (membro dos Capangas Cruéis) só entra em decks de Caçador, Paladino ou Guerreiro.

Esse tipo de card só ficou restrito à expansão, e atualmente apenas os cards neutros que podem ser usados em todos os decks.

Outros Cards marcantes do Ano do Kraken

Barnes

Príncipe Malquezaar

Remendo, o Pirata

Barnes
Barnes
Príncipe Malquezaar
Príncipe Malquezaar
Remendo, o Pirata
Remendo, o Pirata

Ano do Mamute - 2017

O Ano do Mamute veio com mais cards no Salão da Fama e os lançamentos das expansões Jornada a Un'Goro, Cavaleiros do Trono de Gelo e  Kobolds & Catacumbas. A mais marcante foi a dos Cavaleiros do Trono de Gelo, por conta das "versões DK" (Death Knight - Cavaleiros da Morte) dos heróis. Jaina, Rexxar, Malfúrio, Anduin e os outros personagens representantes das classes ganharam seus cards, que substituía os heróis e trocava o Poder Heróico.

O de Rexxar, por exemplo, gerava uma fera a partir de 2, somando os ataques, defesas e habilidades, ficando um lacaio mais poderoso (mas que tinha também o custo somado de mana).

Os personagens de Hearthstone em versões Cavaleiro da Morte

Jaina, a Lich do Gelo

Rexxar, o Sicário

Malfurion, o Pestilento

Jaina, a Lich do Gelo
Jaina, a Lich do Gelo
Rexxar, o Sicário
Rexxar, o Sicário
Malfurion, o Pestilento
Malfurion, o Pestilento

Anduin, o Ceifador Sombrio

Uther da Lâmina de Ébano

Thrall, o Necrovidente

Anduin, o Ceifador Sombrio
Anduin, o Ceifador Sombrio
Uther da Lâmina de Ébano
Uther da Lâmina de Ébano
Thrall, o Necrovidente
Thrall, o Necrovidente

Senhor do Flagelo Garrosh

Gul'dan, o Furtassangue

Valira, a Nefasta

Senhor do Flagelo Garrosh
Senhor do Flagelo Garrosh
Gul'dan, o Furtassangue
Gul'dan, o Furtassangue
Valira, a Nefasta
Valira, a Nefasta

2017 também foi o ano que as expansões vinham com mais de 100 cards, diferente das aventuras que adicionavam cards ao meta e que os jogadores acabavam comprando e enfrentando os chefes. Para compensar a falta das aventuras de 1 jogador, diversas aventuras eram lançadas de graça, mas com a mecânica de "sessão de masmorra", onde os jogadores montavam os decks aos poucos e enfrentavam os chefes em sequência.

Ano do Corvo - 2018

Aqui foram mais 3 expansões: Bosque das Bruxas, Projeto Cabum e O Ringue do Rastakhan. A primeira veio com a temática de "Par e Ímpar" com a Baku, a Devoradora da Lua e o Genn Greymane. A Baku dobrava o Poder Heróico em decks que só tinham cards de custo ímpar, e o Genn reduzia o custo nos decks que só tinham cards de custo par, com o efeito ativado no início das partidas.

A mecânica fez o surgimento dos decks só com esses tipos de custo, mas alguns deles ficaram bem fortes e o meta ficou em volta dessas mecânicas, com os cards sendo craftados por boa parte dos jogadores.

Genn Greymane

Baku, a Devoradora da Lua

Genn Greymane
Genn Greymane
Baku, a Devoradora da Lua
Baku, a Devoradora da Lua

Já a expansão "Projeto Cabum" teve uma aventura curiosa, com o Laboratório de Enigmas. Diferente das aventuras anteriores, a premissa é de resolver problemas no tabuleiro, desde sobreviver, limpar e destruir os lacaios, espelho e "Dano Letal". Os desafios foram bem recebidos pela comunidade e muitos streamers e jogadores se testaram pra resolver os desafios sem ajuda.

A última expansão do ano foi o "Ringue do Rastakhan", com a mecânica de Massacre e cards que foram usados em muitos decks, como Zul'Jin, Shirvallah, a Tigresa (com alguns decks de PALADINO jogando em volta dela, pra causar dano letal ao comprar o lacaio) e o Hakkar, o Esfola-Almas, que coloca um Sangue Corrompido no deck de cada jogador, e esse sangue começa a se multiplicar, o que pode levar o oponente à derrota se ele não tiver mais cards pra comprar (já que a cada compra de Sangue era gerado mais 2).

Outros Cards marcantes do Ano do Corvo

Dr. Cabum, o Gênio Louco

Shirvallah, a Tigresa

Zul'jin

Dr. Cabum, o Gênio Louco
Dr. Cabum, o Gênio Louco
Shirvallah, a Tigresa
Shirvallah, a Tigresa
Zul'jin
Zul'jin

Curiosamente, também tivemos um viral baseado no Hakkar, com um verso de card que começou a "viralizar". Ao enfrentar um oponente que tinha o verso, o jogador ganhava o verso do Hakkar e poderia equipar ele, e com isso os outros adversários começavam a ganhar o verso também. O evento foi um sucesso na comunidade e muitos streamers ajudavam os joagdores a "viralizarem" o verso.

Ano do Dragão - 2019

O Ano do Dragão trouxe novidades com relação à lore, onde as 3 expansões do ano fariam parte da mesma história, como se fosse uma grande história dividida em capítulos. Desde as expansões e as aventuras, foi o ano que, apesar de ter tido o "dragão" citado, foi apenas em Despontar dos Dragões que eles realmente apareceram com força.

São 3 expansões principais e o retorno das aventuras com cards colecionáveis: Ascensão das Sombras (lançada em abril), Salvadores de Uldum (agosto), Despontar dos Dragões (em dezembro) e o Despontar de Galakrond (janeiro de 2020). Com a temática de todas as expansões seguirem a mesma lore, tivemos a mecânica de Servos, que aparecia em mais de uma expansão.

Cada expansão do Ano do Dragão trouxe novidades e o retorno de outras mecânicas: Feitiços Duplos (que podem ser usados 2 vezes), missões lendárias de cada classe e as Tarefas. Também tivemos o retorno da sinergia "Highlander", com cards poderosos que só são ativados se não tiver cards repetidos nos decks. O mais marcante é o Zéfiro, o Grande, que mostra 3 opções poderosas de acordo com a mesa atual, e com isso o uso dele, em momentos avançados nas partidas, oferecia um card que poderia finalizar o confronto. Das 3 opções, um seria o letal, mas poderia acontecer do jogador não analisar direito e não executar o letal, e isso poderia custar a partida.

Já o Depontar dos Dragões veio com o retorno de Galakrond, com 5 classes usando o dragão e bufando ele, similar ao C-Thun. Mas diferente do deus antigo, você melhora em até 2 vezes o Grito de Guerra de Galakrond, ficando muito mais poderoso dependendo da classe: o de Xamã gerava 4 lacaios 8/8 na mesa, praticamente levando o dono à vitória, já que era bem complicado conseguir lidar dependendo do deck que você estiver.

Alguns Cards Marcantes do Ano do Dragão

Hadggar

Barão-Assaltante Fubalumba

Arquivilão Rafaam

Hadggar
Hadggar
Barão-Assaltante Fubalumba
Barão-Assaltante Fubalumba
Arquivilão Rafaam
Arquivilão Rafaam

Explodista Cabum

Arquimago Vargoth

Arquivista Elysiana

Explodista Cabum
Explodista Cabum
Arquimago Vargoth
Arquimago Vargoth
Arquivista Elysiana
Arquivista Elysiana

Doma-dinos Brann

Caixa-enigma de Yogg-Saron

Zéfiro, o Grande

Doma-dinos Brann
Doma-dinos Brann
Caixa-enigma de Yogg-Saron
Caixa-enigma de Yogg-Saron
Zéfiro, o Grande
Zéfiro, o Grande

No início de 2020 veio a expansão "O Despertar de Galakrond", com o retorno das aventuras com cards colecionáveis, similar às primeiras aventuras, como Naxxramas e Montanha Rocha Negra. O jogador adquire a aventura, enfrenta os chefes e libera os cards pra serem usados nos decks, usando os cards nas ranqueadas.

Ano da Fênix - 2020

Este ano será bem interessante, com a nova expansão Cinzas de Terralém! A nova classe Caçador de Demônios chegará com 30 cards gratuitos pros jogadores já conseguirem usar ela (após cumprir as missões de prólogo) e o Salão da Fama terá a adição de diversos cards de Sacerdote (dos combos de "Dobra-Dobra"), mas a ausência mais sentida será a do Leeroy Jenkins. Sem ele no Padrão diversos decks terão de se adaptar e outros arquétipos devem surgir.

Este ano também marca uma mudança radical nas ranqueadas, com mais recompensas a cada "tier", com divisões que vão do Bronze ao Lenda. Veja abaixo mais notícias e artigos de nossa cobertura da nova expansão:

- Tudo Sobre Cinzas de Terralém, primeira expansão de Hearthstone em 2020
- Guia visual com todos os cards revelados de Cinzas de Terralém
- Saiba como jogar com o Caçador de Demônios: um guia por Nayara Sylvestre
- Entrevista com Chadd Nervig e Conor Kou
- Hearthstone: Confira as novidades que chegam com o Ano da Fênix
- Cinzas de Terralém: Exilar é a nova palavra-chave e vem acompanhada de lacaios Supremo
- Leeroy, Clériga e mais outros cards vão para o Salão da Fama
- Novos cards de Sacerdote: Confira os substitutos do cards rotacionados para o Salão da Fama
- Confira os 7 cards de sacerdote que serão bufados no Ano da Fênix
- Veja as lendárias mais usadas que continuam em 2020 no Ano da Fênix

Mais reviews dos cards de Cinzas de Terralém

Analista de sistemas e jornalista, já trabalhou para o DomínioMMO, portal de notícias de games online para o UOL Jogos, e já foi jornalista e redator na XLG UOL, site de notícias de esports do UOL. Mantém também o  Select Game, blog sobre games e cultura pop com ênfase em jogos multiplayer. Email: flausino@cardnamanga.com.br . Twitter: @rodrigoflausino