Card na Manga

Close

O que é necessário para que um deck de Hearthstone seja considerado 'BOM'?

Veja nossa análise sobre construção de decks.

Quando o assunto é construir um bom deck de Hearthstone vários fatores devem ser levados em consideração: a classe escolhida bem como sua fraqueza, o meta em geral e o arquétipo pretendido.

Vamos analisar cada um dos itens acima citados e concluir as necessidades de um deck bom no meta atual de Hearthstone.

A classe escolhida

Uma das coisas que podemos analisar primeiro ao escolher uma classe é o seu poder heroico. Em quê ele pode contribuir para aquele deck pretendido? O poder heroico da classe é relevante para o deck ou é neutro e vai combinar com qualquer arquétipo? É preciso levar o poder heroico em consideração ao escolher cards para aquele deck?

Alguns poderes heroicos, como os de Caçador e Bruxo, já te passam a informação da identidade da classe e com que tipo de deck ele combina. O de caçador faz com que a classe seja uma das melhores para arquétipos agressivos enquanto o bruxo fica aberto a arquétipos que podem tanto ser agressivos quanto controle (como temos atualmente o Bruxo Missão) uma vez que permite ao jogador comprar mais cards para se manter sempre com a vantagem de cards e respostas. 

Outros poderes heroicos já não definem tanto um estilo de jogo específico e podem funcionar bem com vários decks, como por exemplo o Impacto Ígneo de Mago e a Maestria em Adagas do Ladino.

Classe Análise do Poder Heroico
Mago Ajuda em trocas, remove escudo divino, causa dano direto no oponente etc. Não induz um arquétipo para a classe.
Caçador Só causa dano no oponente. Para causar dano em lacaios requer a adição de card especial para isso, que atualmente é o Anão Atirador de  Elite. É um poder heroico voltado para agressão ao oponente e tem mais impacto em decks agressivos. 
Bruxo Ótimo para buscar recursos. Ajuda todos os arquétipos da classe (agressivo e controle), afinal, compra de card é bom para qualquer deck.
Sacerdote É um poder heroico defensivo que te ajuda a manter lacaios em campo curando-os após uma troca e até mesmo curando o próprio heroi. 
Guerreiro Armadura combina muito com decks controle, por isso o guerreiro é sempre uma das melhores opções para esse arquétipo. A combinação de cards que auxiliam o ganho de armadura ou concedem bônus com armadura faz com que eles sempre sejam cotados para entrar numa boa lista de guerreiro, como forma de tirar melhor proveito do poder heroico. 
Ladino É uma arma que te ajuda em trocas e dano ao oponente. A classe possui algumas armas que tiram o valor do poder heroico e por isso é difícil que o poder heroico do ladino influencie tanto na construção de um deck. 
Xamã Atualmente vemos um arquétipo de totens recheado de cards voltados para eles, mas ao analisar isoladamente é difícil você exigir tantos cards que requerem que seus totens estejam em campo. Eles são facilmente removidos e não oferecem tanta ameaça. É um arquétipo que existe, porém ainda considerado fraco.
Paladino Um poder heroico que coloca recrutas 1/1 em campo é ótimo para decks agressivos. Ajuda a reforçar o campo e a pressionar mais o oponente.
Druida O poder heroico do Druida concede 1 de armadura e 1 de dano. Não causa grande impacto em nenhum dos arquétipos atuais de druida e não requer cards especiais para que ele tenha mais valor. É uma ferramenta útil, mas sem grande relevância na escolha de um arquétipo específico.
Caçador de Demônios O poder heroico é o mais barato entre todas as classes e ajuda muito a deixar armas mais poderosas. Ele flerta com arquétipos agressivos e com decks que fazem utilização de armas.

É preciso analisar com cuidado os cards da classe e o que se pode montar com eles. As classes possuem identidade própria e alguns tipos de cards e efeitos não são encontrados em mais de uma classe o que significa que se você quer jogar de certa forma, você fica preso a determinadas classes . 

Exemplo: Você não vê facilmente uma lista de sacerdote tão agressiva quanto Caçador, Paladino e Bruxo. E nem um Caçador tão controle quanto Guerreiro, e isso nos dá a informação de que as classes possuem afinidades diferentes e arquétipos específicos entre elas.

A classe vai ditar a estrutura básica do deck, analise todas as opções de remoções, lacaios de suporte e mecânicas específicas da classe e como elas podem trabalhar juntas em uma lista. 

Toda classe tem uma fraqueza

Nem tudo são flores. As classes possuem fraquezas individuais. Por exemplo, Ladino não dispõe de grandes remoções depois que Sumir foi removido para o Salão da Fama. Agora a classe está muito dependente do Flik que atualmente é sua  "maior" remoção da classe. As outras opções ganham tempo mas não removem de fato da partida, já que o jogador pode jogá-las novamente, como é o exemplo da Atordoadora Bruta e Aturdir

As fraquezas podem tanto ser da identidade da classe como do meta atual. Sempre que alguma expansão sai do Modo Padrão podemos ver como uma determinada classe é afetada com a saída de tantos cards que formaram a estrutura de vários decks no último ano e até que a classe volte a se estruturar, ela fica mais fraca no jogo. Como é o caso do Xamã no meta atual depois que perdeu o Calafrarte. Ou seja, não significa que não podemos ter bons decks de xamã atualmente, apenas que no momento o "power level" dos cards das outras classes tem um valor maior que os de xamã e por isso fica mais difícil montar decks super competitivos, pois as outras classes estão com recursos melhores.

O ladino tem dificuldade em remover muitos lacaios
O ladino tem dificuldade em remover muitos lacaios
Classe Fraqueza Força
Druida Destruir lacaios grandes e limpar tabuleiro Geração de Mana, lacaios gigantes, feras e compra de cards
Caçador Cura Feras, Dano inicial, Segredos e último suspiro
Mago Cura, Provocar e bônus de lacaios Feitiços, Feitiços de dano, Segredos, limpar tabuleiro e RNG
Paladino Feitiços de dano direto e destruir lacaios grandes Bando de lacaios, bônus e penalidades para lacaios, cura, escudo divino e segredos
Ladino Provocar, cura, limpar tabuleiro e bônus para vários lacaios Combos de cards, destruir lacaios individuais, compra de cards, armas e último suspiro
Xamã Compra de cards e geração de cards Lacaios em bando, feitiços de dano, totens, elementais e murlocs
Guerreiro Feitiços de dano inicial, bônus para vários lacaios e lacaios em bando Armadura, armas, provocar e destruir lacaios
Sacerdote Feitiços de dano inicial e bônus para vários lacaios Cura, feitiços limitados poderosos, cópias, último suspiro e bônus para alvo único
Bruxo Feitiços de dano inicial e curas significativas Efeitos poderosos com sacrifícios, compra de cards, lacaios em bandos e demônios
Caçador de Demônios a Blizzard não definiu as fraquezas da classe Lacaios em bando, armas, demônios e compra de cards

O meta importa tanto quanto o seu desejo de jogar com uma classe

Todo mundo tem uma classe e arquétipo favorito e gostaria de sempre poder jogar e vencer com ele, mas o meta nem sempre está favorável e por isso ele deve ser levado em consideração quando um deck vai ser construido. Quando for criar um deck o meta precisa ser analisado da seguinte forma:

  • Quais decks estão poderosos no meta?
  • Eu pretendo vencer de qual arquétipo com essa lista?
  • Qual a fraqueza do meu deck?
  • Preciso de "Tech cards" para quais decks do meta?

Quando você definir a resposta para as perguntas acima você estará pronto para começar a construir o seu deck, pois já consegue identificar tudo o que ele precisa para ser uma lista "estável". 

Quero um deck agressivo mas tem Sacerdote no meta

Esse tipo de impasse acontece. Você escolhe uma classe/arquétipo e daí se dá conta de que há "counters" poderosos para a sua lista. O que você faz? 

Se adapta! Procure entender os turnos "chave" do seu oponente para responder a sua agressão e coloque em sua lista peças que possam forçar uma vitória antes que isso aconteça. Para vencer de sacerdote com decks agressivos não é fácil, porém não é impossível. Com um curva bem baixa e com o máximo de explosão é possível descer a vida do sacerdote antes mesmo do turno 5 que é o turno onde as grandes remoções da classe começam. Este exemplo é básico para que você possa entender que os decks podem ser adaptados para enfrentar determinadas matchups e os cards que usamos para isso se chamam "tech cards". 

  • Meu deck precisa lidar melhor com decks agressivos com muitos lacaios - Adicione Agoureiro e remoções/curas na sua lista e guarde-as para momentos específicos de uma grande agressão.
  • Meu deck precisa lidar melhor com Grandes lacaios - Adicione remoção de um alvo (Caçador Profissional, talvez), feitiços mais poderosos e até mesmo algum lacaio que congele é válido etc.
  • Meu deck precisa lidar com armas do oponente - Adicione Gosma, Harrison Jones e etc. Há várias opções para lidar com armas dos oponentes e você pode até mesmo roubá-las!
  • Meu deck precisa lidar melhor com Lacaios com Provocar - Adicione O Cavaleiro Negro à sua lista ou outro card que possa te auxiliar na remoção de Provocar.

Temos muitos cards em Hearthstone que podem ser explorados a fim de construir uma sinergia com o deck e o meta. Uma lista não precisa ter respostas para todas as variáveis do meta, apenas para aquelas em que você acredita que pode vencer. Identifique no deck oponente o que há nele que você pode "counterar" e com isso obter a vitória. Não vai ser fácil (pode nem ser o ideal) counterar todos os cards do oponente e de todos os decks do meta em uma só lista. Tenha objetivos específicos e monte sua lista com base nisso.

Como escolher os melhores cards para a lista?

Depois de definido o arquétipo é chegada a hora de escolher os cards que vão construir essa lista. 

Se você optou por um arquétipo agressivo o deck deve ser construído levando em consideração que você pretende causar muito dano muito cedo. Ou seja, a curva de mana do seu deck deve ser bem baixa. Os lacaios devem ser poderosos e de baixo custo.

Exemplo de uma curva de mana de deck agressivo

curva do deck de Caçador Face
curva do deck de Caçador Face

Além da curva é preciso prestar atenção nos efeitos dos cards escolhidos. Último Suspiro que causa dano ao oponente ou a lacaios oponentes. Qualquer coisa que aumente a força da sua estratégia deve ser levada em consideração para compor o seu deck. 

Se você optou pela construção de um deck mais voltado para o controle é preciso analisar com um pouco mais de cuidado do que com o deck agressivo. Arquétipos lentos requerem uma análise mais minuciosa do meta e dos cards da classe. É preciso filtrar aquilo que será necessário. 

Se o deck controle é de mago você precisará considerar remoções, Alextrasza, colocar feitiços de finalização e algumas tech cards contra agressivos (um agoureiro, por exemplo).

Se o deck controle for de Guerreiro a mesma análise deve ser feita para "sobreviver" até o "Late Game" que é quando a classe consegue ficar mais "segura". Adicione o que te ajudar a subir armadura e a remover ameaças do oponente. A regra do deck é não ter pressa e sem pressão de campo. Muito provavelmente a partida vai pra fadiga se você conseguir segurar bem as pontas até o "Late Game". 

Se o arquétipo escolhido for um Combo é necessário analisar a composição dele e as condições para que ele ocorra. Você precisa de todas as peças na mão? Uma opção é adicionar compra de card ao deck ou recursos que reduzem custo de cards. A construção de um deck de combo deve girar em torno do combo em si e o que puder ajudar a segurar o jogo até que ele possa ser executado. Ex: Uma condição de vitória para o Bruxo Missão vencer em 1 turno é ele comprar Alextrasza ou Malygos com o poder heroico da missão custando 0. Para isso a missão e o card reviravolta precisaram entrar na lista para acelerar a compra de cards e tornar possível cards com custo reduzido. 

Enfim, os cards precisam fazer SENTIDO na lista. Precisam de propósito, sinergia com o objetivo e com outros cards. Olhe o exemplo abaixo da construção de um ótimo deck. Observe a curva, os cards de sustentação e que são peça "chave".

Caçador Highlander - Modo Padrão
Caçador Highlander - Modo Padrão

Concluindo

Para que um deck seja considerado bom ele deve obedecer os objetivos em torno dele e possuir ferramentas que vão auxiliar na execução da estratégia. O deck sempre vai ter falhas contra determinado oponente e por isso pode sempre sofrer alteração para melhorar as chances contra oponentes assim, e quando isso acontece ele pode ficar favorável contra determinado deck e desfavorável contra outro. Tudo deve ser levado em consideração e o segredo para o deck "perfeito" é "ADAPTAÇÃO!"

Se adapte, adapte sua listas e adapte seu estilo de jogo. Assim você terá sempre os melhores decks ao seu alcance.


Aguardem por mais informações aqui no site e em nossas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.

Vivo o universo de Warcraft há 10 anos, e há 5 crio conteúdo de Hearthstone no Fansite Cristal de Mana, além de ser aspirante a pro player e streamer. Email: day@cardnamanga.com.br . Twitter: @_daycris_