Card na Manga

Close

Guia de Ranqueada – Precisamos conversar sobre o Calafrarte

O card esteve cercado de polêmicas e discussões na comunidade após o lançamento de Bosque das Bruxas. Saiba mais.

Sem dúvida uma das lendárias mais divertidas e inusitadas criadas pela Blizzard, o Calafrarte é também um card muito preocupante para o bem-estar do meta. Já vimos por exemplo que é possível criar um deck OTK (One Turn Kill ou que ganha em um único turno) com a combinação de alguns gritos de guerra e o Calafrarte que por sinal dominou o primeiro dia de ranqueada pós-rotação. Porém, porque o deck está sendo cada vez menos utilizado? Saiba mais abaixo.

Calafrarte
Calafrarte

Geralmente decks que funcionam em torno de combos dependem muito de cards de suporte para sobreviver os primeiros turnos, tais como remoções em área, lacaios com provocar, armas e curas. Isso não quer dizer que o Xamã não possua esses tipos de cards, o problema está na eficiência dos cards disponíveis atualmente. O exemplo mais nítido está nas remoções em área, que particularmente considero as peças mais importantes.

Tempestade de Raios e Vulcão
Tempestade de Raios e Vulcão

Tempestade de Raios e Vulcão são as duas únicas que podemos utilizar no Xamã atualmente e no quesito eficiência estão abaixo do nível. Sobre a Tempestade de Raios não precisamos nem ir muito longe para provar esse ponto, há alguns meses tínhamos Poção Vulcânica que se assemelhava muito à Tempestade e não possui Sobrecarga, que praticamente te faz perder o turno 4 se utilizada no turno anterior. Vale lembrar que a Tempestade de Raios tem vantagem de só causar dano aos lacaios inimigos e também causar 3 em alguns lacaios, mas para decks controle/combo esta mesma vantagem acaba não sendo tão relevante quanto a desvantagem de ter seus cristais bloqueados no próximo turno.

Já o Vulcão se torna uma remoção em área um pouco mais eficiente, pois na maioria das vezes você conseguirá limpar por completo o campo do oponente e o bloqueio de cristais no turno seguinte acaba não sendo tão preocupante, mesmo que ainda assim atrapalhe. Outro problema de cards com sobrecarga é o fato de impedir seu combo por um turno, o que te obriga a ter de decidir entre controlar o jogo ou não. Provando o ponto da inconsistência do deck atualmente.

Agora vamos falar de dois problemas que o Calafrarte poderá causar no futuro. O primeiro surgiria com a criação de cards de suporte muito eficientes para o Xamã, principalmente remoções em área, o que poderia promover o Xamã Calafrarte Combo de um deck tier 3 para um deck tier 1. Com isso, poderíamos entrar em uma era de Xamã na Ranqueada, como foi na época do Xamã Aggro e Midrange, acarretando num possível nerf do card em si. O segundo problema seria a restrição no design de cards com Grito de Guerra, pelo fato de talvez tornarem o Calafrarte um card muito mais forte do que já é, a ponto de se tornar um card quebrado.

Finalmente, o Calafrarte foi o card mais interessante criado pela Blizzard desta última expansão e estou ansioso para acompanhar como ela irá interagir com as expansões que estão por vir. Deixarei aqui a lista e o código do Calafrarte Combo que tem dado bons resultados na Ranqueada, apesar da sua inconsistência.

CÓDIGO: AAECAfe5AgbtBZPBAtPFAqvnAqfuAu/3AgyKAfsBgQT1BP4Fx8ECm8sC0dMC8+cC4OoCnvAC7/ECAA==

Deck de Calafrarte Combo
Deck de Calafrarte Combo

Jogador profissional e streamer. Email: pdantas@cardnamanga.com.br . Twitter: @HeisenbergCWG