Versão Beta
Close

Heróis: Gul'Dan

Em Hearthstone você pode escolher entre 9 heróis, cada um com seu conjunto de cards exclusivos e um poder heroico próprio. Todos eles são personagens emblemáticos do mundo de Warcraft e possuem uma história vasta, contada em jogos, livros e até mesmo quadrinhos.

Essa semana vamos para o lado obscuro e contaremos a triste história de Gul'dan, o primeiro dos orcs bruxos. Confira como surgiu o “destruidor de sonhos”:

Lore

O bruxo Gul’dan nem sempre foi um representante dessa classe. Bem antes de se tornar um dos símbolos da maldade nas origens da horda, ele era um Xamã. Chegaremos no ponto de ver o que mudou mais para frente, mas no momento vamos concentrar nas suas origens.

Gul’dan fazia parte de um vilarejo antigo, que nenhum dos vivos hoje se lembra ou sabe sobre, o que se tem notícia era que eles eram de algum lugar de Draenor.  Ele nasceu com várias deformidades e sempre foi um incapacitado, o que não era visto com bons olhos pelos outros membros do seu clã. Durante a sua infância, foi alvo de chacotas e abuso por parte dos outros colegas de sua idade, o que o fez crescer com ódio de todos a sua volta.

Certo dia os membros do clã se cansaram de vez de Gul’dan. O motivo era que ele nunca aceitou seu lugar, pois sempre acreditou que era alguém especial e que tinha um destino brilhante pela frente. Os membros do seu clã, juntamente com o chefe, bateram nele até que quase fosse morto. O que impediu o último golpe foi uma interrupção do xamã da vila. Ele disse que a falha por Gul’dan não achar o seu lugar dentro do clã era culpa do chefe e que embora ele não pudesse fazer nada pelo garoto, ele deveria procurar o trono dos elementos, onde poderia achar o seu destino.

O menino estava com ódio de todos e nem mesmo aceitou o conselho. Após bater com raiva na mão do xamã da vila, que o tentava ajudar, ele foi condenado ao exílio e jogado no deserto fora da vila, para aprender como era a vida sem um clã.

Guldan KeyArt
Guldan KeyArt

Após alguns meses de muita fome e amargura no deserto, Gul’dan desmaiou acreditando que aquele era o fim de tudo. Ao acordar e ver que a vida ainda não tinha acabado, ele lembrou do conselho do xamã da vila e decidiu ir até o trono dos elementos.

Ao chegar no local, ele se ajoelhou e ofereceu seu corpo para poder ajudar com qualquer coisa. Os 4 espíritos (fogo, água, ar e terra), se tornaram feixos de luz e circularam em torno de Gul’dan. Maravilhado com o momento, o garoto quase tocou os espíritos, mas viu eles sumirem com cor escura e aspecto sombrio. Naquele momento a chuva caiu e Gul’dan ainda de joelhos ouviu vozes maléficas vindo da água, oferecendo a ele um presente em troca de sua devoção.

Ao voltar ao seu vilarejo, Gul’dan foi reconhecido pelo seu antigo chefe. Ao ouvir que não era permitido que ele retornasse ao seu povo, o agora poderoso garoto gritou que não tinha nenhum povo, pouco antes de tocar a face do chefe e retirar sua força vital, matando-o em instantes. Não satisfeito, ele também dizimou o seu vilarejo, matando a todos e queimando suas casas. O xamã que havia salvado a sua vida meses antes recebeu um agradecimento pouco antes de também ser eliminado. Gul’dan pegou então o cajado daquele corpo agora sem vida e partiu para sempre.

Após esses acontecimentos, Gul’dan entrou para o clã Lua Negra. Com talento extraordinário para o xamanismo, ele foi aceito como discípulo do chefe da tribo Ner’zhul.

Ner’zhul era praticante das artes xamanistas dos orcs, mas em uma versão muito mais sombria, o que acabou atraindo o demônio Kil’jaeden, que tinha como objetivo transformar os orcs em uma horda demoníaca para a Legião Ardente.

Guiado por Kil’jaeden, Ner’zhul partiu em uma marcha para derrotar os Draenei. Com o tempo, ele foi percebendo que era tudo um plano do demônio, principalmente quando não conseguiu mais chamar os elementos. Após confirmar suas suspeitas, Ner’zhul decidiu voltar a atrás e combater o demônio, mas descobriria também que Gul’dan já havia denunciado tudo a troco de ser ensinado a ser um mestre da bruxaria, o primeiro dos orcs com esse poder.

Com sua influência e poder, o agora bruxo Gul’dan reuniu diversos clãs sob sua bandeira e transformou aqueles que estavam separados em uma horda sedenta por sangue.

Curiosidades

- Após abrir o portal para Azeroth e trazer a horda para enfrentar a aliança, Gul’dan continuou a praticar as suas traições e esquemas. Ao abandonar o chefe da horda em batalha para achar o túmulo de Sargeras, acabou por ironia do destino, sendo também traído. Ele foi dilacerado pelos demônios que dali saíram.

- A caveira de Gul’dan guardou parte da sua alma e foi um artefato poderoso na mão de vários seres ao longo do tempo.

- Quando Garrosh foi ao passado e alterou a história dos orcs, ele fez com que Gul’dan não tivesse morrido. Illidan foi o responsável por tirar a sua vida mais uma vez, depois de vários eventos que levaram até mesmo a morte do rei de Ventobravo, Varian.

Illidan e Guldan
Illidan e Guldan

- Gul’dan foi o criador e mestre do conselho das sombras.

Alguém que está na eterna busca pelo deck de Xamã perfeito!