Card na Manga

Close

Meta Report - Modo Clássico #2

Nesse artigo iremos analisar os melhores decks do Modo Clássico e a tier de cada classe!

Desde seu lançamento, o Modo Clássico tem sido bem aproveitado pela comunidade, seja com a disputa de campeonatos ou na difícil ranqueada, onde muitos jogadores relembram os bons tempos de Hearthstone.

Devido ao limite de cards, o meta clássico deve se manter estável até termos novidades. No entanto, ainda não sabemos o que a equipe de desenvolvimento de Hearthstone reserva. Caso você esteja interessado em se divertir no modo ou até mesmo disputar campeonatos, estes são os melhores decks: 

Druida Combo: AAEDAZICArehBNuhBA7ZlQTblQTclQSvlgSwlgTdlgT6oASvoQTpoQTwoQTxoQSTogS9owTFqgQA

Druida Combo é um dos arquétipos mais icônicos de Hearthstone e, graças ao Modo Clássico, podemos desfrutar novamente desse deck fantástico. O deck joga em torno da vantagem de mana característica da classe e, assim, tem a chance de jogar grandes lacaios cedo, complicando muito a vida do adversário.

Além disso, é atualmente o deck mais forte do Meta Clássico e a melhor opção para a ranqueada. Com a vantagem de mesa garantida, você só precisará encontrar as peças do combo e finalizar o jogo.

Xamã Midrange: AAEDAaoIBLWhBNOhBN2iBL6jBA3tlQTulQSvlgTnlgT5lgSyoQSEogSFogSHogSJogSOogSTogSQowQA

Assim como Druida, Xamã só tem um arquétipo viável. Atualmente sabemos do potencial de Thrall e a lista acima traz diversas ameaças, se tornando um verdadeiro monstro no meta Clássico, com capacidade de triunfar sobre quaisquer oponentes. 

Bruxo Clássico 14/05/2021

Bruxo Zoo: AAEDAf0GAA/7lQTVlgTrlgTtlgSBoQSuoQSyoQS9oQTDoQTToQTuoQSdogSjogTUogTDowQA

Bruxo Zoo é a melhor opção caso você queira vencer Druidas com facilidade. Embora o antigo Bruxo Controle seja um deck extremamente forte, com vários gigantes entrando cedo na partida, ele não é suficiente para deter Malfurion e Thrall.

Nesse caso, Zoo é eficiente, rápido e uma das melhores opções para subir na ranqueada Clássica.

Ladino Milagre: AAEDAaIHBvuWBPqgBIahBLWhBNyhBKWjBAz8lQT9lQTclgTqlgT4oATUoQTdoQTfoQTkoQTnoQTooQSTogQA

Leeroy Jenkins com custo 4 e Leiloeiro de Geringontzan custando 5 trazem de volta o bom o velho Hearthstone. A quantidade de dano que Ladino Milagre consegue causar em apenas um torno é opressiva.

Ainda sim, se o dano do combo não for o suficiente, a pressão imposta por Draco Lazúli, Edwin VanCleef e a capacidade de compra de cards deste deck provavelmente garantirão a vitória. O único problema é sofrer contra decks agressivos. Dessa forma, Bruxo Zoo e Caçador Face complicam a jornada de Valeera. Além disso, não é um deck recomendado para jogadores inexperientes.

Caçador Face: AAEDAR8CoZYE3KEEDtGWBNKWBPiWBLGXBIGhBLKhBLShBL2hBNGhBMuiBM2iBM+iBKKjBMOjBAA=

Um dos mais populares arquétipos de Hearthstone deixou muito a desejar no lançamento do Modo Clássico. Podemos analisar a situação de Rexxar de duas formas: ou o deck não era tão forte assim, ou os jogadores são melhores atualmente e não sofrem nos confrontos.

De qualquer forma, Caçador Face é excelente em diversos confrontos. Bruxos e Ladinos não têm muitas chances contra o deck, que tem potencial até mesmo para vencer Druidas desde que consiga colocar pressão suficiente antes do turno sete.

Guerreiro Controle:  AAEDAQcIr6EEt6EE26EEiqIEmKIEwKIExqIE2aIEC5eWBJiWBPOWBP+WBLCXBLGhBJOiBLmiBL6iBMOiBJ2jBAA=

Falando em surpresas desagradáveis, Guerreiro Controle também sofre no Modo Clássico. A classe só não dominava confrontos contra Ladinos e Druidas, o que ainda a tornava relevante. Porém, estas são as classes mais populares do meta Clássico atual. Dessa forma, Garrosh não é a melhor opção para a ranqueada.

A lista acima tem o intuito de ser mais proativa que o comum para o arquétipo, o que melhora suas chances contra Malfurion.

Paladino Aggro:  AAEDAZ8FArahBNyhBA6HlgSOlgSPlgSQlgSzlgSBoQSyoQS0oQS9oQSsogSwogS3ogSpowTDowQA

Para surpresa de muitos, Paladino Aggro é um deck forte, mas com baixa popularidade. A grande quantidade de lacaios de baixo custo garante uma boa pressão de mesa inicial e, somado à capacidade de Uther de buffar seus lacaios, você dificilmente perderá a vantagem de mesa.

Além disso, seus principais finalizadores são de baixo custo. Assim, as partidas têm potencial de acabarem cedo. Por fim, Favorecimento Divino possibilita que você sempre tenha recursos em mãos e continue impondo pressão.

Mago Freeze: AAEDAf0EBueVBNSWBLWhBJGiBNeiBNmiBAzhlQTilQTklQTllQTmlQTzoAT0oASxoQTVoQSVogSXogTFowQA

O famoso Mago Freeze pode ser considerado um bom deck, especialmente no competitivo. Porém, o tempo que Jaina demora para encontrar dano suficiente para vencer as partidas e o quanto depende de atrasar o jogo a tornam ineficiente no meta atual.

Já no competitivo, a história é outra: o deck é um dos melhores do cenário devido à possibilidade de banir alguma classe específica.

Sacerdote Controle: AAEDAa0GApiiBK2iBA7LlQTNlQTQlQSvlgS3lwS5lwT6oASAoQTSoQSTogSXowSrowStowTEowQA

Para alegria de muitos, Sacerdote Controle é a pior classe do Modo Clássico. No início de Hearthstone, o deck não possuía o fator que a torna tão forte atualmente: a geração quase infinita de cards. A lista até possui boas remoções, mas não são suficientes para aguentar a pressão do meta atual. 

Em campeonatos pode até ser que a classe consiga se sair bem, mas exige coragem para ser listada. Anduin só tem um deck viável, que depende de seus feitiços e de grandes lendárias para vencer a partida.

Você tem jogado o Modo Clássico? Deixe nos comentários o deck que tem funcionado melhor para você e sua classe favorita de todos os tempos de Hearthstone.

RyzingxFire. Aluno de Publicidade, analista de Hearthstone e apaixonado por Control Warrior. Dedicado em trazer um conteúdo com qualidade de alto nível. Twitter @RyzingxFire