Versão Beta
Close

A História de Diablo - Parte 1

Relembre as principais partes da grandiosa saga da franquia

Após vários meses de rumores e muita expectativa, Diablo IV finalmente foi confirmado pela Blizzard durante a BlizzCon 2019 na tarde desta última sexta-feira (1º), descrito como um retorno às suas raízes.

O jogo será ambientado muitos anos após os eventos de Diablo III, depois que milhões foram massacrados pelas ações do Paraíso Celestial e do Inferno Ardente.

Três personagens já foram confirmados: Bárbaro, Maga e Druida, além do retorno de Lilith, a Rainha dos Succubus e filha de Mephisto na história da franquia, como uma das principais antagonistas.

E aproveitando esse gancho, para se preparar para a chegada de Diablo IV, nada melhor do que relembrar a história por trás da dessa saga, não é? Vamos lá então.

Diablo, Baal e Mephisto
Diablo, Baal e Mephisto

Tristram – onde tudo começa…

A história de Diablo é ambientada em um mundo medieval fictício chamado Santuário onde acontece uma guerra perpétua chamada de Conflito Eterno, travada pelas tropas do Paraíso Celestial e das legiões do Inferno Ardente.

Após eras de guerra entre anjos e demônios, a ascensão da humanidade levou os três Senhores do Infeno (também conhecidos como Males Supremos) – Diablo, O Senhor do Medo; Mephisto, O Senhor do Ódio e Baal, O Senhor da Destruição – a influenciar os mortais para semear o caos e o ódio, e assim trazer suas almas para as trevas.

No entanto, os três Senhores do Inferno acabam aprisionados pela Ordem dos Horadrim (uma antiga irmandade de magos formada pelo Arcanjo Tyrael para combater os demônios) em cristais chamados Pedras da Alma, sendo que a do Diablo foi enterrada nas profundezas da terra e um mosteiro foi construído sobre o local.

Dois séculos se passaram desde então e assim chegamos ao início do primeiro game (lançado em 1996), onde é apresentada aos jogadores a pequena cidade de Tristram, que surgiu ao lado das ruínas do mosteiro já esquecido.

Influenciando o arcebispo Lázarus, Diablo consegue escapar de sua prisão e acaba possuindo o Rei Leoric, que até então servia seus súditos de Tristram com justiça e honra.

Cada vez mais perturbado e corrompido, Leoric, agora conhecido como o O Rei Negro, começou a comandar o reino com mãos de ferro e sem piedade, transformando Tristram em uma cidade sem lei, tomada pelo medo e horror.

Porém, Diablo falhou em obter controle total de Leoric e por isso o demônio abandona o rei enlouquecido em troca de seu filho, o Príncipe Albrecht, possuindo-o totalmente.

Rei Leoric sendo corrompido por Diablo
Rei Leoric sendo corrompido por Diablo

Agora assumindo sua forma física original, Diablo aguarda para recuperar seu poder total, e enquanto isso convoca inúmeras hordas de demônios e transforma os labirintos das catacumbas da cidade em um posto avançado do inferno.

O Senhor do Medo aguarda o momento em que uma vez mais surgirá para procurar seus irmãos – Baal e Mephisto – para libertá-los e juntos conquistem todo o reino mortal e destruam o Paraíso Celestial.

Porém, no final do primeiro jogo, o herói comandado pelo jogador consegue derrotar Diablo e impedir que isso aconteça, mas a um custo sombrio: ele perfura sua própria testa com a Pedra da Alma, para assim aprisionar Diablo dentro de seu corpo.

Apesar de ter sido fortalecido por sua missão, o herói ainda pode sentir a essência de Diablo tentando abrir caminho nas profundezas de sua alma.

Continua…

Artwork de Diablo
Artwork de Diablo

Veja mais notícias e artigos de Diablo IV da Blizzcon

- Tudo sobre Diablo IV: Mundo aberto confirmado, montarias e mais
- O que esperar de Diablo IV?
- Tudo sobre as três classes reveladas
- Lilith voltou, conheça a filha do ódio
- Criadores de Diablo IV se inspiraram nas obras de Junji Ito e Lovecraft

Diablo IV será lançado para PC, PS4 e Xbox One. O jogo ainda não tem data de lançamento.

Jornalista de games, cultura pop e nerdices em geral. Email: marcio.pacheco@cardnamanga.com.br . Twitter: @MarcioAPacheco